Estou a ficar velho

Quando era mais novito e ouvia os meus pais e outras pessoas da geração deles falar acerca de certos assuntos, pensava para mim mesmo: “conversa de velhos!”.

Mas agora, passados alguns anos, há alturas em que dou por mim a avaliar e comentar certos assuntos de uma forma que me faz lembras as tais “conversas de velhos”…

Hoje calhei a passar os olhos pela televisão enquanto a RTP transmitia o jogo de futebol, a contar para a Liga dos Campeões Europeus, entre o Basileia e o Sporting e a dada altura ouvi o comentador dizer que ao SCP, independentemente do facto de já estar apurado para a próxima fase da competição, interessava ganhar a partida por uma questão de prestígio e de dinheiro, porque os 3 pontos valem para os cofres do clube de Alvalade qualquer coisa como 600 mil Euros.

600 mil Euros… 120 mil dos antigos contos, mais coisa, menos coisa!

Ora, foi precisamente ao ouvir estes números, que me veio à cabeça um desses tais pensamentos de velho. Uma grande parte dos municípios portugueses não tem 600 mil Euros por mês… por mês… por trimestre, para gerir os destinos dos seus concelhos.

Há aqui qualquer coisa que está mal ou sou eu que estou a ficar velho e rebujento?

Publicidade

Sem achegas.

Quer comentar?