É hoje, até que enfim!

Não posso mais… O tempo nunca mais passa… Estou em pulgas para saber quem vai ganhar as eleições nos Estados Unidos da América.

Porque é hoje, com a votação e a divulgação dos respectivos resultados, que a palhaçada acaba!

Que país é este que consegue concentrar-se em torno de um acto eleitoral num país estrangeiro? Qual é o motivo, a desculpa ou a justificação? Que os Estados Unidos governam o mundo e portanto nos interessa saber quem os vai governar a eles?

Poupem-me! Vocês acham mesmo que a mim me interessa saber se vai ganhar o Obama ou o Mccain? Ainda pensam que faz diferença? Ganhe quem ganhar, vamos continuar a ter nos EUA o auto-proclamado polícia do mundo. Vão continuar a olhar para nós como os pobrezinhos e os desgraçadinhos que precisam de ajuda até para andar. Vão continuar a ser tal super-potência arrogante e prepotente. E pronto, já está! Novidades só no Continente.

O que me choca é que um país, onde quase metade da população nem se incomoda para ir votar, se deixe prender neste circo mediático montado pelos órgãos de comunicação social em torno de um acto eleitoral no estrangeiro.

Francamente! E depois ainda se queixam dos políticos que temos. Enquanto passarmos o tempo entretidos com a novela da noite e a eleições nos Estados Unidos, os nossos medíocres políticos aproveitam para subir, subir, subir. Não a pulso, antes às nossas costas.

Publicidade

2 Responses to “É hoje, até que enfim!”