Ficou-me cá na cabeça

Vi há uns dias o último filme da saga Batman, O Cavaleiro das Trevas (The Dark Knight) e pese embora não seja o género de cinema que mais aprecie, tenho que admitir que gostei do produto. Sobretudo graças à personagem reinventada do Joker, sublimemente interpretada pelo já desaparecido Heath Ledger. Ao contrário do primeiro Joker, interpretado pelo grande Jack Nicholson, este acaba por ter um cunho muito mais realista, fugindo do estereótipo do palhaço passado da cabeça.

Descansem, a minha intenção não é fazer aqui a análise do filme e muito menos das personagens. As primeiras linhas serviram apenas para contextualizar aquilo que, de facto, quero partilhar convosco. É uma simples frase! Na verdade, uma das falas do Joker no filme O Cavaleiro das Trevas:

Sou como um cão que persegue carros! Não saberia o que fazer se apanhasse um. (Esta é a minha tradução livre, o original em inglês é assim: I’m Like A Dog Chasing Cars! I Wouldn’t Know What To Do If I Caught One!).

Como digo no título do post, ficou-me cá na cabeça. Porque é engraçada. Porque há dias em que me podia, perfeitamente, definir a mim. Porque define, perfeitamente, muita gente que eu conheço.

Publicidade

Sem achegas.

Quer comentar?