Eles andem aí

ProfetaOs arautos da verdade, os profetas da nobreza de espírito, os salvadores de uma pátria que, segundo eles, não terá remédio a não ser que nos deixemos imbuir dos ensinamentos que eles nos trazem.

Por um lado fico descansado, aliviado. Afinal, ainda temos uma hipótese de não morrer na escuridão. Por outro, fico confuso quando vejo que esta gente poderia, de facto, contribuir para algo melhor fazendo simplesmente aquilo para que são pagos e aí, meus caros, eles falham redondamente.

Por isso, pergunto-me, será que posso mesmo esperar deles algo nobre, que nos eleve? Ou não passará tudo isto de um grandessíssimo e alternadíssimo blufff de quem, sabe-se lá porque cargas de águas, se acha no direito de nos dar lições?

Ou então não. Sei lá!

Publicidade

Sem achegas.

Quer comentar?