O e-mailgate

email1Diz o director do Público que vão abrir uma investigação interna para saber quem é que no país tem meios para entrar no sistema informático do jornal.

Sugeriu-se que talvez o SIS o pudesse fazer… O SIS e qualquer miúdo de 15 anos com conhecimentos básicos de hacker porque, suponho eu, o sistema informático do Público não deve ser propriamente o mais seguro do mundo!

No entanto, a hipótese de que alguém dentro do Público tenha feito com que o famoso e-mail (já agora, há por ali uns valentes pontapés no português, verdade?) ganhasse asas e voasse de encontro à redacção do DN é aquela em que eu aposto.

O resto, se o PM escuta o PR, se o PR inventa que o PM o escuta… é mais uma daquelas coisas a que já vamos estando imunes e que já nem nos surpreende. Mas qualquer uma das hipóteses tem muito que se lhe diga…

Só mais uma nota para a rapaziada do DN: vocês foram mesmo mauzinhos e por isso a frase destacada na edição de hoje do Público assenta-vos bem.

“Nunca pensei que um jornal em Portugal publicasse e-mails internos de outro. (…) Estamos perante um comportamento pidesco.” Vicente Jorge Silva, “Correio da Manhã”, 19-09-2009

Publicidade

6 Responses to “O e-mailgate”

  1. Rui
    19/09/2009 at 19:38 #

    Eu não percebo de éticas jornalisticas, nem tenho capacidades iformáticas para ir sacar o tal e-mail aos computadores do Público.
    Não esqueço é que o governo impediu o Sr. Belmiro de Azevedo de comprar a PT e, isso ele não perdoa, como aliás recentemente o relembrou. E já agora a Dra, F. Leite sente-se tão asfixiada porquê? Eu não me sinto nem tenho medo de falar ao telemóvel com ninguém. Mas também vistas as coisas eu sou um ZE “ninguém”.
    Ela que fale do Cavaquismo isso sim quem não era laranja não se sentia, morria, asfixiado.
    O tal Sr. Silva, como noutros tempos o tratava aquele Alberto
    Bosta da madeira, não me merece qualquer respeito, como politico,
    para mim é um resquicio do Salazarismo.
    do Alberto e que

  2. 20/09/2009 at 00:40 #

    Quanto ao ser maúzinho, não concordo. Penso que se dessem a notícia sem revelar a fonte, essa mesma notícia iria ser intitulada de “suspeição” e iria ficar no ar a sua veracidade. Se publicaram o mail (que considero nada ter de privado excepto o último parágrafo e não será nada de especial em termos de privacidade, digo eu…) então este deve ser verdadeiro. Ou então as implicações para o jornal serão por demais graves. Portanto, como as notícias devem ser baseadas em factos, que é algo que pelos vistos cada vez vemos menos na nossa Comunicação Social, eu acho que fizeram bem em divulgar o mail. Muito bem mesmo para que se esclareça verdadeiramente esta história. Até porque o PR não parece estar com grande urgência em esclarecer. Vai deixando só passar uns comentários ambíguos aos jornalistas: “A senhora não é ingénua, eu também não.”

  3. Rui
    21/09/2009 at 19:27 #

    Sr. João desculpe voltar assunto do mail. Mas leia na net (sapo) os comentários de alguns portugueses sobre a atitude do Sr. Silva como, lhe chamo no primeiro comentário que enviei, com a atitude que hoje tomou ao afastar o amigo das funções que desempenhava.
    É um presidente que não merece o nosso respeito, porque mostra que politicamente não é sério. Ao menos Mário Soares era força de bloqueio mas assumia-o, este nunca despiu a farda de primeiro ministro.

  4. carlos
    23/09/2009 at 11:29 #

    O mail e toda a história são hilariantes! logo a começar com aquele: ” Vou fazer esta conversa por e-mail e não por telefone porque a situação é tão grave que é melhor não correr riscos de ser escutado.” :-)))

    Realmente é mau de mais pra ser verdade. Uma autentica chapuza como dirian nuestros hermanos 🙂 Não admira ver o PR de trombas sempre que lhe falam do assunto. Ele, que já de sí é pouco fotogénico, aqui fica mesmo muito mal na fotografia.

    Quanto às calinadas gostei particularmente do “conseguir-mos”. Pensava que era só a última geração que partia palavras que não são para partir mas enganei-me. No melhor pano cai a nódoa.

Trackbacks/Pingbacks

  1. 10ºAno Cá Estou Eu | Jovem Jornalista - 20/09/2009

    […] – Artigo de opinião de João Custódio […]

  2. O e-mailgate :: w a z z u p - 21/09/2009

    […] O e-mailgate […]

Quer comentar?